quinta-feira, 27 de outubro de 2016

PAÇO MUNICIPAL - TV NTSul registra os avanços na restauração (27/10/2016)

               Na manhã de hoje a repórter Lena Caetano, da TV Novo Tempo de Cachoeira do Sul, entrevistou o Coordenador Adjunto do Movimento pela Restauração do Paço Municipal, Arquiteto Osni Schroeder.



               O destaque da reportagem foi a descoberta, pelos restauradores, do antigo letreiro "CAMARA MUNICIPAL" no frontão localizado na parte superior da fachada principal da edificação.


             
              Durante a parte da tarde a equipe da TV NTSul irá coletar mais algumas imagens do interior do prédio em processo de restauro, mostrando o minucioso trabalho desenvolvido pelos profissionais da Empresa Construções Granzotto. Assim que a edição do material for finalizada, disponibilizaremos neste espaço um link para visualização da reportagem.


Os tampos das janelas e portas do pavimento superior estão montados.


Os profissionais da empresa contratada trabalham
incansavelmente para entregar a obra dentro do cronograma

Mesmo os constantes arrobamentos e furto de ferramentas
especiais não diminuem o ânimo e o entusiasmo com o restauro

Modernas portas integram-se ao antigo conjunto arquitetônico,
cumprindo o que determina a atual legislação sobre segurança
e acessibilidade especial para deficientes físicos




O elevador para o 2º pavimento (projetado para uso de pessoas com
necessidades especiais) já foi montado pela empresa ORTOBRÁS .
O equipamento está funcionando perfeitamente, porém por medidas
de segurança foi desligado até a re-inauguração pós restauro.




Outra "jóia arqueológica" descoberta pelos restauradores
foi o piso de ladrilhos hidráulicos, no salão principal, que agora
foi recuperado e será protegido por um tampo de vidro especial



Também um meticuloso trabalho artesanal cria moldes para
reproduzir exatamente a forma original de adereços quebrados



A rede lógica e elétrica, que ficará sob o piso nos fundos do 1º
pavimento, já está praticamente pronta. A conclusão e a montagem
do piso devem ser efetivados ainda durante esta semana. 



Antigas portas "voltam à vida", graças à dedicação dos
dos profissionais especializados neste tipo de restauro






E também antigas janelas, agora recuperadas,
se abrem para um novo tempo.

Um tempo em que o nosso Patrimônio
Histórico ganha um significado especial,
expresso pela dedicação de grande parte
da comunidade cachoeirense em lutar
pela preservação dos seus bens tombados.





_______________________________________________



PORTA DE VIDRO


Fotos: Renato Thomsen       Texto: Arq. Osni Schroeder




           Destaca-se, no projeto de restauro do Paço Municipal, a colocação de uma porta de vidro temperado, no projetado acesso lateral para pessoas com deficiência física, ítem obrigatório para prédios públicos, conforme a legislação vigente .

           Naturalmente, esta porta contemporânea gerou certas indagações e até algumas manifestações críticas, por desinformação, junto aos voluntários do Movimento Pela Restauração do Paço Municipal.



Então, neste espaço de divulgação do Movimento, apresentamos
 as justificativas técnicas, recomendações e esclarecimentos devidos:


           A porta (e suas características específicas) está prevista no projeto elaborado pelo Arquiteto e restaurador Júlio Ramos, aprovado pelo COMPAHC, pela engenharia da Prefeitura Municipal e aceita pela Arquiteta-Restauradora Rosely Hachmann, da Empresa Construções Granzotto.

         No primórdios do prédio havia uma porta no mesmo local da nova agora implantada. Modificações estruturais, em intervenções passadas, a substituíram por uma janela que chegou até nossos dias.

        Em resposta à nova necessidade legal de viabilizar acesso às pessoas deficientes, projetou-se uma nova porta naquele local (conforme especificado no projeto de restauro).

        Da porta original, construída no início do prédio, obviamente não haviam mais resquícios, à exceção do patamar de entrada, escondido sob o assoalho. Nem fotos da porta antiga foram recuperadas, determinando assim a decisão de projetar no local uma nova porta com características técnicas contemporâneas, que atenda às demandas de segurança e acessibilidade.


        A tomada da decisão técnica está embasada em recomendações para restauro sugeridas na Carta de Veneza de 1964, que trata sobre o restauro de edificações antigas e de valor cultural, publicada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional - IPHAN, que vai transcrita, parcialmente, abaixo:



Carta de Veneza - 1964
Sobre Restauração:


Artigo 9º

- A restauração é uma operação que deve ter caráter excepcional. Tem por objetivo conservar e revelar valores estéticos e históricos do monumento e fundamenta-se no respeito ao material original...

- Termina onde começa a hipótese, no plano das reconstituições conjecturais. 

- Todo trabalho complementar, reconhecido como indispensável por razões estéticas ou técnicas, destacar-se-á da composição arquitetônica e deverá ostentar a marca do tempo atual. 



Artigo 12º

- Os elementos destinados a substituir as partes faltantes devem integrar-se harmoniosamente ao conjunto, distinguindo-se todavia das partes originais, a fim de que a restauração não falsifique o documento de arte e de história.



Artigo 13º 

- Os acréscimos só poderão ser tolerados na medida em que respeitarem todas as partes interessantes do edifício, seu esquema tradicional, o equilíbrio da sua composição e suas relações com o meio ambiente.





A porta de vidro realmente causa certa estranheza! 

         Causou, até para nós voluntários pela restauração. Mas como é uma diretriz de restauro recomendada pelo IPHAN, que foi seguida pelo autor do projeto, deve ser (e foi) por nós aceita e assimilada.

       A diretriz da Carta de Veneza se justifica, porque o prédio do Paço Municipal irá para o futuro e, numa ótica do tempo pela frente, a marcação de uma intervenção da nossa geração estará consolidada como fator preponderante para a manutenção da vida desta importante edificação histórica.


Movimento Pela Restauração do Paço Municipal


4 comentários:

  1. Que lindo! ! Que trabalho maravilhoso!

    ResponderExcluir
  2. Sensacional! Esta é a palavra que qualifica o restauro e a dedicação dos profissionais e voluntários.

    ResponderExcluir
  3. Não esperava nada diferente desta equipe. Competentes e talentosos, sempre buscando preservar o pouco que nos resta de história da cidade. Parabéns pelo lindo trabalho!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelo apoio, pessoal.

    O resultado positivo de todo este minucioso trabalho é devido, em grande parte, à união da comunidade cachoeirense que se mobilizou e vem somando adesões ao nosso movimento voluntário.

    ResponderExcluir