terça-feira, 28 de maio de 2013

Ponte de Pedra - Tombamento Estadual


            O Advogado da Prefeitura Municipal, Dr. Rafael Rochembach, enviou mensagem ao COMPAHC informando o recebimento de Ofício do Secretario de Estado da Cultura, Sr. Assis Brasil, onde cientifica o Sr. Prefeito Neiron Viegas sobre o Tombamento Estadual, pelo IPHAE, da Ponte de Pedra do Rio Botucaraí, com cópia da portaria publicada no Diário Oficial.
 documentos reproduzidos abaixo:






Mensagem do Coordenador Geral do
Grupo de Recuperação da Ponte de Pedra

             O tombamento da Ponte de Pedra pelo IPHAE, juntamente com outras quatros pontes semelhantes no estado, repete a alegria e preocupação que tínhamos todos do Grupo de Recuperação da Ponte de Pedra, quando nos alegrávamos pelo resultado do trabalho comunitário mas nos preocupávamos com uma provável cheia do rio, que não veio forte até que a ponte voltasse a ser estável.
           Hoje, com o tombamento pelo IPHAE, estou alegre e preocupado.
          Alegre, porque a nossa Ponte de Pedra adquire uma identidade oficial e está protegida pela Lei.
          Preocupado, pelo que pode acontecer no futuro, quando a ponte precisar novamente de recuperação e os caminhos das instâncias autorizativas forem mais lentos do que as necessidades de intervenção na Ponte.
          Temo, que sejamos incapazes como já fomos com outros bens tombados.
          Mas, como as temidas enchentes não vieram fortes durante a recuperação da Ponte de Pedra, talvez achemos meios de recuperá-la, quando necessário, atendendo a inevitável burocracia autorizativa para fazê-lo.
Parabéns a todos que integraram o sonho
 que permitiu existir uma ponte para ser tombada.

Arqtº Osni Schroeder 
Coordenador Geral do Grupo de Recuperação da Ponte de Pedra

----------------------------------------------------------------------------



MENSAGEM DO PRESIDENTE DO COMPAHC

          Com o tombamento estadual da Ponte de Pedra do Rio Botucaraí, pelo IPHAE, o movimento de criação do Parque Municipal da Ponte de Pedra deverá ser incrementado. Realizando-se, inclusive, um croqui da área a ser ocupada a montante e a jusante do Rio Botucaraí no entorno da Ponte de Pedra.

Danilo Alves da Cunha
Presidente do 
CONSELHO MUNICIPAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO-CULTURAL DE CACHOEIRA DO SUL

------------------------------------------------------------------------------------------



              O reconhecimento da importância deste Monumento Histórico
motiva mais ainda o Grupo de Recuperação da Ponte de Pedra,
que, junto com a comunidade cachoeirense e o apoio do 3ºBECmb,
lutou para resgatar das águas do Rio Botucaraí um pedaço da nossa
História. O Grupo continua unido para fazer frente aos novos desafios. 


Como disse a historiadora Profª Mirian Ritzel:

Ponte de Pedra para sempre!



Mídia:
         O Jornal do Povo, na capa e no caderno JP2,  assim como o jornal O Correio, na capa e na página 5, em suas edições de hoje, divulgam este importante tombamento a nível estadual.

         Também o Arqtº Osni Schroeder, em sua coluna no Jornal do Povo de 04 de junho de 2013, comenta sobre a importância e as obrigações advindas com o tombamento da Ponte de Pedra, pelo IPHAE.

 Para acessar às matérias clique na página JORNAIS, ou então no link abaixo:



---------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Reunião semanal - 23/05/2013

Presenças na reunião do dia 23:
Osni Schroeder - Danilo Alves da Cunha - Claiton F. Nazar - Mirian R. M. Ritzel
Ione Sanmartin Carlos - Jussara Garske - Cristiano Schumacher - Tiago Cazarotto
José Delmar Esber  - Bruna F. Müller - Renato F. Thomsen - Elizabeth Thomsen



Principais deliberações:

          A reunião do dia 23 de maio iniciou com o relato da mobilização e da preocupação de diversos membros do movimento com os possíveis efeitos colaterais danosos que poderiam advir pelo lançamento de fogos de artifício no sábado, dia 18, defronte ao prédio histórico do Paço Municipal, após cerimônia de casamento celebrada na Catedral Nª Sª da Conceição. Estiveram no local a Coordenadora Arqtª Elizabeth Thomsen, a representante do COMPAHC Profª Ione S. Carlos e o colaborador José D. Esber, que apesar do temor pela integridade do bem tombado, decidiram não interferir na queima do material inflamável porque o encarregado pelos disparos é um profissional idôneo, experiente, tinha autorização da Polícia Civil e comandou pessoalmente o evento. Segundo ele, acidentes com fogos só acontecem por negligência, imprudência ou imperícia e que, neste caso, segundo ele, todos estes fatores estariam fora de questão. Ficou decidido que iremos contatar com o nosso tesoureiro, Del. João Goulart para saber mais dados técnicos e também detalhes sobre a concessão de licenças para este tipo de evento. Nosso objetivo é evitar riscos para os transeuntes, causados por fragmentos de vidros das esquadrias danificadas, além de possíveis incêndios e abalos por explosões.

        O Coordenador-adjunto, Arqtº Osni Schroeder, relatou contato com nosso outro Coordenador-adjunto, Sgtº Vanderlei Rauber, sobre sugestões do Cel.Marcus Vinicius Fontoura de Melo (ex-Comandante do 3º BECmb, que chefiou os trabalhos de recuperação da Ponte de Pedra e que agora está sendo transferido para Washington/USA), para captação de recursos com deputados em Brasília/DF, com vistas ao futuro restauro do prédio do Paço Municipal de Cachoeira do Sul.

        Participou da reunião o novo Secretário de Governo, Sr. Cristiano Schumacher, para se inteirar das atividades do Movimento, das necessidades a serem supridas para o bom andamento dos trabalhos emergenciais no Paço  Municipal e especialmente dos dados relativos ao convênio com a UFSM.

       Aproveitando a oportunidade, solicitamos ao Secretario de Governo agilizar os pedidos pendentes em diversas Secretarias Municipais, abaixo listados:

- Transferência da central telefônica do prédio do Paço Municipal: dificuldades com a  operadora OI, para a transferência dos ramais para a nova central.
-  Aquisição dos materiais para escoramento emergencial e substituição do telhado do segundo pavimento.
- O presidente do COMPAHC, Engº Civil Danilo Alves da Cunha solicitou a remoção da fiação elétrica existente no prédio do Paço Municipal, para evitar riscos de curto-circuito como o ocorrido na remoção de materiais inservíveis ocorrida no dia 14 de maio.
- Fiscalização da proibição de tráfego de veículos pesados no entorno do Paço Munipal.
- Sugestão do Engº Agrônomo Claiton F. Nazar para a remoção da vegetação invasiva nas calhas e condutores, assim como de raízes das tipuanas cortadas no passeio público fronteiro ao prédio do Paço Municipal.
- Solicitação de recursos financeiros para o Paço Municipal, através da Câmara Municipal de Vereadores, para fazer frente a necessidades emergenciais, na primeira etapa de escoramento.
- Solicitamos apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Cachoeira do Sul para a participação do nosso colaborador, Arqtº Thiago F. Casarotto no Curso de Metodologia Para o Projeto de Restauro do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), a ser realizado em Porto Alegre/RS durante o mês de julho/2013.

             A convite do Secretário de Governo, Sr. Cristiano Schumacher, membros do Movimento pela Restauração do Paço Municipal participarão da Conferência Municipal das Cidades, neste sábado às 13 horas, na Igreja da Penha, em Cachoeira do Sul/RS.

           A Profª Ione Sanmartin Carlos, questionada sobre a possibilidade de pesquisas no Arquivo Histórico do Estado, em Porto Alegre/RS, a serem realizadas pela Arqtª Luciane Boeno, nossa nova colaboradora, informou que o mesmo encontra-se fechado para o público, desde o início do ano, por problemas técnicos no ar-condicionado.

           Os colaboradores acadêmicos Mateus Melo e Bruna F. Müller iniciarão nesta semana o levantamento cadastral e fotográfico das esquadrias do Paço Municipal, importante etapa do futuro projeto de restauro.

           A Profª Mirian Ritzel presenteou o Movimento com o livro Cachoeira do Sul - Comarca - 150 anos, de Tupinambá Pinto de Azevedo, que será útil na pesquisa sobre as atividades do Poder Judiciário no Paço Municipal. Numa primeira visualização já nos deparamos com uma foto da sala de sessões do tribunal, que ilustra a balaustrada citada em outro texto histórico:
A primeira foto é do livro acima citado:

A segunda foto, que mostra o mesmo lugar, é do acervo do Dr. Caspani:

 A 3ª  foto mostra o lambrequim existente, que estilisticamente não combina
com as colunas, mas fazia parte da balaustrada que separava o júri  do público.

               "Parecer do engenheiro civil Francisco Nunes de Miranda em 16 junho de 1865, relativamente ao exame que procedeu a obra da casa para as sessões da Câmara, Júri e Cadeia, a fim de conhecer se seu arrematante, o Sr. Firminiano Pereira Soares cumpriu as condições de seu contrato:

11ª- A balaustrada da galeria do Júri foi substituída por outra mais econômica e menos bela.
12ª – Os capitéis e as bases dos pilares da sala do Júri não foram feitos como na planta; são menos belos.
13ª – O mesmo acontece às vergas das portas da sala do Júri.
17ª – O arrematante suprimiu os alisares (Guarnição de madeira ou de outros materiais das ombreiras de portas e janelas ) e diminuiu a ornamentação da sala da Câmara.
18ª – As bases das pilastras do dossel (Armação saliente, forrada de damasco ou de outro estofo, e franjada, que se coloca como ornato sobre altares, tronos, camas etcforam modificadas de um modo infeliz."

2ª  -  As escadas de pedra às entradas da frente eram oitavadas no
     projeto e foram construídas de forma redonda (não há inconveniente)."


            Estes fatos reforçam nossa ideia de que o Paço Municipal de Cachoeira do Sul é um quebra-cabeças temporal, em que diversos fragmentos de livros, fotos, relatos, documentos históricos, da observação cuidadosa dos materiais e das técnicas construtivas vão se somando e proporcionando um quadro cada vez mais claro da importância deste monumento tombado pelo COMPAHC.

---------------------------------------------------------

"O ponto de partida é nossa realidade de hoje.
Uma releitura com sentido histórico não procura recriar circunstâncias passadas, 
mas sim recuperar valores conceituais que garantam o patrimônio cultural 
como o conjunto de elementos necessários 
para a identificação de uma comunidade com seu ambiente”.

Ramón Gutiérrez 
(Arquitectura Y Urbanismo em Iberoamérica)


sábado, 18 de maio de 2013

Coisas que só tem aqui


                               Em sua coluna no Jornal do Povo de hoje, o Dr. Carlos Eduardo Florence divulga o vídeo "Coisas que só tem aqui" editado pela Opção A Produtora de Vídeo.
                               Este  belo trabalho, com letra da Marô Silva e Música de Leandro Cachoeira/Beto Bollo retrata uma Cachoeira do Sul que todos gostam de lembrar. Destacando seus personagens, suas paisagens, suas fazendas, o rio Jacuí e, claro, o nosso patrimônio histórico, sendo que o Paço Municipal aparece no início e ao final da apresentação.

Parabéns aos artistas e aos produtores,
por sua inventiva criação.
       



Letra   Marô Silva
Música  Carlos Leandro Cachoeira e Beto Bollo

Músicos do Grupo Tambo do Bando
Carlos Leandro Cachoeira    Violão e Voz 
Texo Cabral    Flauta 
Beto Bollo   Violão 

Filmagens: 
Júlio César Michels Gonçalves 
Marô Silva 

Fotos: 
César Roos 
Renato F. Thomsen 

Edição 
Opção (A)  -  Produtora de Vídeo Ltda 
www.opcaoAprodutora.com.br 


RFThomsen - foto em negativo / 2005
----------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Reunião semanal - 16/05/2013

Presenças na reunião do dia 16:
 Danilo Alves da Cunha - Mirian R. M. Ritzel - Tiago F. Cazarotto - Bianca C. Nunes 
José Esber  - Bruna F. Müller - Catiele Fortes - Renato Thomsen - Elizabeth Thomsen

              Iniciamos a reunião dando as boas vindas à nossa nova colaboradora, acadêmica de Arquitetura da UFRGS, quase formanda, Catiele Fortes, que enriquecerá o movimento com seus conhecimentos acadêmicos atualizados.
               Agradecemos ao Dr. Danilo Alves da Cunha, e a José Delmar Esber pelo  trabalho de remoção de materiais inservíveis do prédio do Paço Municipal, realizado com funcionários da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA).

              A remoção de carpetes e chapas de Duratex, nas salas posteriores do andar superior, evidenciou os danos causados pelos cupins, mas também revelou as largas tábuas originais do assoalho retratadas por Renato F. Thomsen e postadas neste Blog. Este registro propiciou a visualização fácil e rápida para a Profª Siomara Müller, do Curso de Arquitetura da UFSM, em Santa Maria/RS e para Renato Konrath, da empresa  Acquaquímica, em Estância Velha/RS, agilizando nossos contatos para solucionar estes graves danos. Observe que as tábuas da sala à direita, que estavam cobertas com camadas sucessivas de remendos, são muito mais largas, possivelmente mais antigas que as da Sala do Conselho, mais estreitas e que, certamente, já foram substituídas. Estas descobertas levam a novas e interessantes indagações.



              Compartilhamos com os demais membros do Movimento a Moção de Cumprimentos pela coordenação das obras de restauração do Paço Municipal, enviada pelo Presidente da Câmara de Vereadores Sr. Luis Alberto Paixão, por iniciativa do vereador Sr. Jeremias Madeira. Enviaremos à Câmara nosso agradecimento e a relação dos demais voluntários que nos encorajaram a aceitar o desafio e nos apoiam nesta iniciativa comunitária:
-------------------------------------------------------------------------

             A Profª Mirian Ritzel, questionada sobre a utilização do prédio do Paço Municipal como Juri e Cadeia relatou que Borges de Medeiros foi nomeado delegado de Polícia em Cachoeira  logo depois da proclamação da República e certamente exerceu seu trabalho no prédio.O livro "Comarca :150 anos de História", de Tupinambá Azevedo, citado por Mirian Ritzel, aponta as sucessivas localizações do Fórum:  no sobrado de Davi Barcelos na rua Sete (do lado esquerdo do atual estacionamento do Supermercado Tischler), no Paço Municipal, no prédio do 2º teatro reformado após o desabamento do telhado .

              As acadêmicas de Arquitetura Bianca Nunes, Bruna Müller e Catiele Fortes compartilharam suas experiências, os novos softwares gráficos disponíveis para elaboração de projetos, a possibilidade de trazer cursos e palestras para Cachoeira do Sul.
             O Arquiteto Thiago F. Cazaroto sugeriu a elaboração de uma exposição didática com o material histórico e fotográfico  coletado até agora e obteve aprovação unânime de todos os presentes.Foi sugerida a montagem de um audiovisual, que ficará a cargo de Thiago  F. Cazaroto  e da nova participante, acadêmica de Arquitetura Catiele Fortes .
              Os colaboradores Bruna Müller e Mateus Melo já visitaram o Paço Municipal, acompanhados pela coordenadora,  e iniciarão o levantamento cadastral na próxima semana.

             Agradecendo o apoio recebido na recuperação da Ponte de Pedra e prometido na futura restauração do Paço Municipal, membros do Movimento participarão da Assembléia da AMICUS,  hoje às 18 horas na Casa de Cultura.
          A AMICUS completa 30 anos de atuação transparente e irrepreensível, apoiando todas as manifestações culturais de Cachoeira do Sul, especialmente a Feira do Livro. Devemos muito a Eliane Schuch que participou 27 anos deste trabalho, como vice, como secretária e como presidente.
----------------------------------------------------------------


terça-feira, 14 de maio de 2013

Operação Limpeza

                 O presidente do COMPAHC, Engº Civil Danilo A. Cunha, coordenou na manhã  de hoje uma ação de limpeza (efetivada pelos funcionários Vagner Pereira e Luiz Carlos Silva da Secretaria  Municipal de Meio Ambiente) nas dependências internas do prédio do Paço Municipal, :

               Após a Secretaria Municipal de Obras efetuar a desocupação e transferência de documentos do Arquivo Geral, além de móveis, equipamentos e a Central Telefônica que permaneciam em uso dentro da edificação histórica, havia ainda a necessidade da retirada de carpetes e placas de duratex fixados nos pisos originais do andar superior:

                         A Conselheira Márcia Stracke Alves, do COMPAHC e também funcionária da Secretaria Municipal de Meio Ambiente prestou total apoio à operação, providenciando os materiais necessários à limpeza dos ambientes, assim como à proteção individual dos presentes pois o acumulo de poeira e dejetos de animais e insetos (principalmente cupins) infestavam o local.


                         José Esber, voluntário integrante do Movimento pela Restauração do Paço Municipal, auxiliou o Dr. Danilo na coordenação da limpeza e também participou ativamente na retirada dos detritos e materiais inservíveis que poderiam atrapalhar a etapa de escoramento do telhado do andar superior do prédio.

Grandes ações começam com pequenos passos.
A operação de hoje prepara o local para o início das obras.

A crescente adesão de colaboradores (profissionais, estudantes,
entidades e a mídia) fortalece o Movimento pela Restauração
do Paço Municipal, garantindo a certeza de que, juntos,
venceremos mais este grande desafio de restaurar este prédio
histórico, comunitariamente, de uma maneira inovadora.
-------------------------------------------------------------

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Evento no 3º BECmb

       
            Hoje pela manhã,  ocorreu a solenidade da formatura de soldados do 3º BECmb, nas dependências do Batalhão Conrado Bittencourt, com a presença de familiares, autoridades civis e militares, além de integrantes do Grupo de Recuperação da Ponte de Pedra e do Movimento pela Restauração do Paço Municipal de Cachoeira do Sul.
 --------------------------------------------------------------

            Logo após o evento, foi solicitado ao Presidente da CELETRO, Sr. José Benemídio Almeida, a possibilidade daquela entidade contribuir com o Projeto Elétrico na futura restauração do prédio do Paço Municipal. A solicitação foi prontamente atendida pelo Sr. Presidente, sendo que a formalização do acordo será efetivada através de ofício da Coordenação do Movimento para a Diretoria da CELETRO, assim que as plantas baixas da edificação histórica estejam disponibilizadas.

Repetindo a exitosa parceria, criada a partir da
recuperação da Ponte de Pedra, a CELETRO
mais uma vez une forças com o 3º BECmb e a
comunidade cachoeirense, colaborando com a
restauração do Paço Municipal de Cachoeira do Sul.

----------------------------------------


       

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Reunião semanal - 09/05/2013

Presenças na reunião do dia 25:
 Danilo Alves da Cunha - Claiton F. Nazar - Mirian R. M. Ritzel - Tiago Cazarotto
Bianca C. Nunes - José Esber  - Bruna F. Müller - Renato Thomsen - Elizabeth Thomsen



                        A solenidade de assinatura do convênio entre a Prefeitura e o 3º BECmb, no Paço Municipal, na quinta-feira passada, fortaleceu nosso entusiasmo e a certeza que estamos no caminho certo, tendo o apoio de importantes  profissionais como o restaurador Arqtº Júlio Ramos da cidade de Venâncio Aires/RS e instituições como o Batalhão Conrado Bittencourt, a UFSM e a RBS-TV Santa Cruz do Sul.
                        Nesta semana vamos receber também o apoio de novos colaboradores voluntários: os estudantes de Arquitetura da UNISCMateus Melo de Moraes e Bruna F. Müller.
                       Convidamos também a Profª Carmen Suzana Azevedo para auxiliar a nossa colaboradora Profª Jussara Garske, ambas artista-plásticas, na restauração das colunas decorativas de madeira do plenário da antiga Sala do Conselho, no segundo piso do prédio do Paço Municipal.

-------------------------------------------------------------------------------------------


quarta-feira, 8 de maio de 2013

Vídeo da RBS-TV

          Dia 02 de maio a RBS-TV de Santa Cruz do Sul/RS transmitiu vídeo no Jornal do Almoço, produzido por Rafael Ristow e Alexandre Ferrony, sobre o Patrimônio Histórico de Cachoeira do Sul, entrevistando o Presidente do COMPAHC, Engº Civil Danilo Alves Cunha e a Coordenadora do Movimento pela Restauração do Paço Municipal, Arqtª Elizabeth Thomsen, que explicaram a importância de se preservar os prédios e monumentos históricos que ainda resistem ao tempo e à falta de manutenção em nosso município.
          Foi destacado o trabalho realizado pelo 3ºBECmb na Recuperação da Ponte de Pedra e agora no escoramento emergencial e reconstrução do telhado superior do Paço Municipal.

Para assistir à reportagem clique na janela abaixo:

video

--------------------------------------------------------------

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Solenidade no Paço


Hoje, às 9h30m, defronte ao prédio do Paço Municipal, o Sr.
Prefeito Neiron Viegas e o Coronel Ronaldo M. Brancalione
assinaram o Plano de Trabalho elaborado por Arquitetos do
Movimento pela Restauração do Paço Municipal 


Texto lido na solenidade, pela Profª Lair Vidal,
Diretora do Setor Pedagógico da SMED

       "O elemento determinante que define o conceito de patrimônio é a sua capacidade de representar simbolicamente uma identidade. E sendo os símbolos um veículo privilegiado de transmissão cultural, os seres humanos mantêm através destes, estreitos vínculos com o passado. É através desta identidade passado-presente que nos reconhecemos coletivamente como iguais, que nos identificamos com os restantes elementos do nosso grupo e que nos diferenciamos dos demais. O passado dá-nos um sentido de identidade, de pertença e faz-nos conscientes da nossa continuidade como pessoas através do tempo. A nossa memória coletiva modelada pelo passar do tempo não é mais de que uma viagem através da história, revisitada e materializada no presente pelo legado material, símbolos particulares que reforçam o sentimento coletivo de identidade e que alimentam no ser humano a reconfortante sensação de permanência no tempo. Os objetos do passado proporcionam estabilidade pois se o futuro é aquele destino essencialmente incerto e o presente aquele instante fugaz, a única certeza que o ser humano possui é a verdade irrefutável do passado. "
                                                                                      Elsa Peralta da Silva


         Logo após a breve solenidade, que mais uma vez sela a união do Poder Executivo Municipal com a  logística do 3º Batalhão de Engenharia de Combate Conrado Bittencourt, houve o convite para uma reunião no Gabinete do Prefeito, para discutir detalhes do trabalho a ser desenvolvido com o apoio da Universidade de Santa Maria.
  

             Em seguida, integrantes do Movimento guiaram os visitantes pelo interior da edificação histórica para discussão das patologias e coleta de dados que subsidiarão os trabalhos de recuperação emergencial e o projeto de restauro a ser desenvolvido.


Agradecemos a visita dos Arquitetos da UFSM,
Siomara Müller e Caryl Lopes, que irão elaborar
um Projeto de Extensão, com alunos da Universidade.
-------------------------------------------------------------------------------

"Somos cidadãos que não querem assistir de braços
cruzados a degradação da nossa história e auto-estima". 

Unidos venceremos mais este desafio.
                                                                                                 Mirian Ritzel 

------------------------------------------------------------------------------------------------------


                    As mídias Jornal O Correio e Jornal do Povo, em suas edições de 03 de maio de 2013, deram destaque em suas capas, editorial e reportagens sobre a assinatura do Plano de Trabalho entre a Prefeitura Municipal de Cachoeira do Sul e o 3º Batalhão de Engenharia de Combate Conrado Bittencourt.

                    Para acessar ao conteúdo clique em JORNAIS, na barra à direita, ou então no link abaixo: